Castelo Branco organiza primeira feira de inovação agroalimentar

Castelo Branco promove e organiza a primeira Feira de Inovação Agroalimentar de Portugal, de dia 04 a 06 de maio, com 55 expositores do setor.

A i9agri- Feira de Inovação Agroalimentar é organizada pela Associação do Cluster Agroindustrial do Centro (Inovcluster) e pela Associação Centro de Apoio Tecnológico Agro-Alimentar (CAATA – CEI), e decorre em Castelo Branco no centro de exposições e eventos da Associação Empresarial da Beira Baixa (AEBB).

“É mais um passo que estamos a dar na aposta do agroalimentar. É, no fundo, mais um incentivo que estamos a dar a todos os produtores que trabalham no setor, mostrando-lhes também exemplos de inovação e daquilo que vai sendo feito em Portugal”, disse à agência Lusa o presidente da Inovcluster e também da Câmara de Castelo Branco, Luís Correia.

O responsável sublinhou que este vai também ser um momento para colocar os produtores e a economia local a discutir caminhos para inovar os seus produtos, com outros produtores e empresas nacionais e internacionais.

“Todos sabemos que a inovação na atividade empresarial é importante e estamos a incentivar os nossos produtores para que façam esse caminho na inovação dos seus produtos, que é sempre importante para a conquista de novos mercados”, sustentou.

O presidente da Inovcluster explicou ainda que durante o evento vão estar em interligação e a trocar conhecimentos, universidades, institutos politécnicos, investigadores, produtores, distribuidores e empresas.

“Esta é também uma afirmação, porque Castelo Branco há muito que disse que queria apostar no agroalimentar. Entendemos que é um setor importante para a nossa economia e também é a afirmação de que nós em Castelo Branco estamos a fazer tudo para facilitar a economia e o desenvolvimento do setor”, concluiu.

Luís Correia disse ainda que as infraestruturas necessárias estão criadas e adiantou que este é um trabalho de médio/longo prazo e de continuidade, que só ganhará consistência se for pensado dessa forma.

Já a diretora da Inovcluster, Cláudia Soares, disse que esta é a primeira feira a nível nacional que é realizada e adiantou que Castelo branco se posiciona como uma região de excelência no setor.

“Entendemos que este é o momento certo para avançar para um evento desta envergadura”, frisou.

Esta responsável explicou ainda que o evento vai contar com 55 expositores, com empresas com produtos inovadores como também ao nível do processo. Vão estar ainda entre cinco e 10 instituições de ensino superior, entre universidades e institutos politécnicos.

A feira vai contar ainda com um laboratório de RIS3 (Estratégia Interligada de Especialização da região Centro), sendo que além de intervenções haverá também explicações sobre esta estrutura.

Um laboratório de empreendedorismo estará também presente no certame, onde alunos empreendedores ou empresas podem divulgar ou apostar numa ideia de negócio.

No primeiro dia do festival, a presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Ana Abrunhosa, vai lançar um concurso de produtos agroindustriais inovadores.

Paralelamente à feira, realiza-se o III Congresso Internacional Inovcluster, com o lema “Pensar global para o desenvolvimento agroindustrial”, que conta com diversos intervenientes do setor, quer empreendedores, quer representantes de empresas agroindustriais e do agronegócio, assim como associações, instituições de ensino superior e profissional, centros de ID&I e financiadores. (Lusa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *